Terça, 17 de Maio de 2022 01:21
(11) 95929-8288
Geral SUCESSO

Uma história de Sucesso

O esforço na vida e buscar as oportunidades através dos estudos lhe dá dignidade. Por: Guina Moreira

25/02/2022 22h47 Atualizada há 3 meses
Por: Redação Fonte: Arem Comunicação
Créditos: Arquivo pessoal de Arthur Dafs
Créditos: Arquivo pessoal de Arthur Dafs

Há muitos anos, conhecemos o jornalista e radialista Arthur Dafs. Ele foi um dos muitos jovens que saíram da capital São Paulo e buscaram oportunidade em veículos de comunicação do ABC Paulista. Dafs fez parte do STI Esporte, site de conteúdos Esportivo e web rádio que transmiti jogos de futebol, desde esporte amador ao futebol profissional. Sempre que podia e sendo escalado para uma equipe, em sua maioria, nos finais de semana, lá estava Arthur Dafs, empunhando microfone e dando todas as informações antes do jogo. Reportava durante o jogo as jogadas, e na oportunidade, entrevistava os jogadores e técnicos no final da partida. Algum tempo depois, fez parte de outros projetos de comunicação. 

Passou no Esporte, trabalhou no Repórter Diário e atuou no Canal Net Cidade. Arthur a exemplo de Everaldo Marques, Fernando Fontana, Fredy Júnior, Cezar Saquetto, Daniel Lian, Felipe Motta e tantos outros vieram da Capital em busca de oportunidade para a narração esportiva, comentarista ou repórter. As oportunidades na rádio Comunitária Paraty e no STI Esporte, além de outros veículos e comunicação fez com que Artur Dafs ao longo do tempo, se consolidasse através de sua inteligência e esforço, buscou sua formação acadêmica e depois de muito estudo chegou ao mestrado.

Em São Paulo atuou no Ministério da Fazenda, redação Sindical da CTBB (Central dos Trabalhadores do Brasil). Entre outros veículos,  produziu desde 2015, juntamente com uma equipe, conteúdo de comunicação esportiva no Jogo em Pauta, um trabalho que iniciou com o locutor Mário Cardoso.

Hoje, Arthur é professor, tem sua empresa e vem fazendo a diferença. O mais importante é que não perdeu as suas raízes, e com muito conhecimento, continua sereno e humilde em suas atitudes.

Entrevistamos o professor Arthur Dafs e ele conta a sua história de vida:

 

Aprem:- 1- O seu nome completo e idade?

R: Domingos Arthur de Freitas Silva, me apresento como Arthur desde o início de minha juventude, apenas acho o Arthur mais charmoso, rs.

Já o Dafs, de Arthur Dafs, representa as minhas iniciais do meu nome qual saliento ser um nome curto, memorável e diferente. Digamos que, seja um tom de marketing no próprio nome/codinome, aliás aprendi parte desse conceito na primeira graduação. A minha idade 39 anos.  

 

Aprem: 2- Natural de qual cidade?

 

R: Sou natural de São Paulo - capital.

 

Aprem: 3- Sua trajetória de vida?

R: Minha vida profissional tem relação com a vida pessoal, tanto que desde os meus cinco anos eu dizia ao meu pai que queria ser repórter do (SPTV), e também trabalhar na Ericsson - Empresa qual meu pai trabalhava nos anos 80 e no início da década seguinte. Bem, adiantando a linha do tempo, recordo que, aos meus 17 e 18 anos, tentei entrar na Universidade de São Paulo USP, no curso de jornalismo, tido na ocasião como um dos cursos mais disputados no vestibular. Tentei por dois anos a Fuvest e não tive muito sucesso, ainda assim, insisti na área da comunicação Social. 

No ano de 2001, iniciei a graduação de Publicidade e Propaganda na Universidade Salesiano de São Paulo, o que me deixou orgulhoso na ocasião foi o fato de eu conseguir uma bolsa de estudos parcial junto a instituição. Estudei e me formei, acabei não seguindo a função de Comunicólogo. Aceitei alguns desafios em sala de aula, e em cursos livres e, ou profissionalizantes, tendo em vista que eu lecionava e simultaneamente aprendia. Por fim, nos anos de 2008 a 2012 resolvi debandar por outras áreas do mercado a qual obtive ascensão e sucesso, pela área que era a bancária. 

Em 2012, decido deixar a área bancária e partir para o jornalismo, uma área competitiva. Confesso que não me arrependi de minhas decisões e nem de buscar o objetivo profissional. Demorei alguns meses para ingressar na graduação, quando me vi lá estava eu. Cursei jornalismo, estagiei e aprendi muito e compreendi que a resiliência sempre me acompanhou em minha trajetória.     

Desde 2015 atuo com jornalismo, as vezes mais com reportagem e em outros momentos com assessoria de Comunicação. Atualmente e há mais de dois anos desenvolvo atendimento e aplico conceitos da comunicação com a minha própria home-empresa, em atividades jornalísticas e na comunicação digital voltado para a produção de conteúdo no marketing online. 

 

Aprem: 4- Fale de seus estudos e experiências?

R: Minhas formações se dão na área da comunicação, me formei em Publicidade e Propaganda na (universidade Salesiano de São Paulo), jornalismo na (Fiam) e realizei dois cursos de pós-graduação completos, o de jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte e um curso de Mestrado em jornalismo como bolsista. Todas as pós-graduações cursadas na Fiam. Entre outros diversos cursos que já realizei até aqui, incluo o de locutor de rádio am/fm e o de Mestre de Cerimônias.   

 

Aprem:-5- Fale do seu mestrado?

R: O Mestrado é um curso que primeiramente eu sugeriria a todas as pessoas cursarem, o Mestrado te revela uma visão de mundo extremamente diferente 

daquele formado no ensino superior. A diferença se inicia que o ensino superior te prepara para o mercado, já o Mestrado te prepara para a ciência, e para a pesquisa e tipos de metodologias e aplicação de estudo. Ainda assim é pouco, pois acredito que o Doutorado prepara mais o cidadão para uma instrução mais singular de um estudo ou de uma área específica.

Eu já pensara em realizar este curso desde 2016, um ano após a minha formação no jornalismo. Porém por questões particulares, preferi deixar esses estudos para um segundo plano. Após um divórcio e um período de recuperação mais assertiva da vida, busquei conselheiros reais, e não à toa, fui buscar um mestre, um professor da graduação, qual sou até hoje eternamente grato.

De sobrenome Zibordi, M. A., esse é o tipo de formalização conforme exigência da ABNT ao referenciarmos um pesquisador, um querido amigo “Marco Zibordi”, este me recebeu em sua casa e por dias me auxiliou no desenvolvimento do pré-projeto, após estudos e esforços ímpares, me vi aprovado como um dos bolsistas na FIAM para cursar os dois anos do Mestrado. 

Em 2020 naquele início de pandemia me formava no Mestrado em uma avaliação e infelizmente virtual, e com a assinatura do professor Doutor Zibordi, aquele do início e de muito incentivo. Confirmo a assinatura dele pois simplesmente foi também o revisor e incentivador da minha dissertação que tinha como tema a análise comparativa de conteúdo político de um portal mainstream como o UOL e um veículo alternativo como o site NEXO.

Ah, se eu fosse relatar todos os minutos vividos no mestrado, teria bastidores interessantes para retratar em diversas páginas; Diante de tantas leituras e análises, fichamentos e debates em salas de aulas e em outras atividades acadêmicas ressalto: você que está a ler este simples texto, lhe recomendo que por instantes viva a esfera de um aluno do Mestrado sem estar realmente no curso. Inicie estudos mesmo a ótica da curiosidade, acesse o Google Acadêmico e neste sítio, busque algo que lhe interesse e dali em diante busque artigos acadêmicos e teóricos de seu interesse com mais frequência, e que, esses possam lhe conceder mais luz à sua pesquisa ou ainda ao seu intuito curioso de tentar enxergar o mundo ao modo acadêmico.

Enfim, estude um Mestrado, um Doutorado se puder, ou mesmo um estudo que lhe agrade. Reforço nesta apenas um breve incentivo: não deixe que seres desmotivados ou fracassados ou ainda pessoas de intelectualidade rasa lhe alcance. Afinal, o conhecimento superficial e padronizado torna uma pessoa menos criativa, mais mediana e tão igualitária no que tange o intelecto social em sua totalidade.       

 

Aprem: 6 - Suas funções profissionais atualmente?

R: Aos sábados professor de Youtuber, cursos relacionados a administração e comunicação, inglês básico em uma escola de cursos livres. Na minha empresa desenvolvo conteúdo digital, assessoria de Comunicação, produção de pauta e reportagem em um projeto independente de podcast.  

Professor Arthur se resumir a sua vida a uma frase, segue a que caberia: - A persistência supre a resistência!

 

Contato do professor Arthur Dafs:

Instagram: @arthurdafs

Facebook: Arthur Dafs

E-mail:

[email protected]

São Bernardo do Campo - SP
Atualizado às 01h02 - Fonte: Climatempo
10°
Pancada de chuva

Mín. Máx. 17°

° Sensação
6.5 km/h Vento
88.4% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (18/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 13°

Sol com algumas nuvens
Quinta (19/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 14°

Sol com algumas nuvens