Terça, 17 de Maio de 2022 01:33
(11) 95929-8288
Saúde Convocação

Comissão do Senado convoca Queiroga e Damares para explicar notas contra vacinação

Por Ricardo Brito

07/02/2022 22h11
Por: Redação Fonte: REUTERS
© Reuters Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, durante entrevista coletiva em Brasília
© Reuters Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, durante entrevista coletiva em Brasília

A Comissão de Direitos Humanos do Senado aprovou nesta segunda-feira a convocação dos ministros da Saúde, Marcelo Queiroga, e da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, para dar explicações sobre notas técnicas das pastas que chegaram a defender medicamentos sem eficácia comprovada contra Covid-19 e contra a vacinação contra a doença.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) disse na comissão que Queiroga terá de explicar ações negacionistas à frente da pasta, como o atraso do início da vacinação infantil e campanhas em curso que tem "desmotivado" e "desmobilizado" a imunização no país.

"Queiroga vai ter que explicar o atraso de 1 MÊS na vacinação das crianças e as consequências trágicas que isso trouxe ao Brasil!", afirmou o parlamentar no Twitter.

A convocação de Queiroga e de Damares --que são obrigados a comparecer-- foi aprovada de forma simbólica pela comissão. Não foi definido, entretanto, prazo para o depoimento dele ao colegiado.

Por meio de nota, a assessoria do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos afirmou que a ministra "ainda não foi comunicada oficialmente sobre a convocação, porém recebe a notícia com serenidade e está tranquila para responder os questionamentos dos parlamentares".

O ministro da Saúde disse a jornalistas que irá ao Senado, como em outras ocasiões, mostrar os resultados de sua gestão.

A comissão também aprovou um convite --em que a presença não é obrigatória-- para o secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do ministério, Hélio Angotti, para falar, entre outras coisas, sobre uma nota técnica em que ele defendeu tratamento sem comprovação contra Covid e minimizou a eficácia das vacinas.

O colegiado também decidiu chamar o presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, para falar sobre ameaças que o órgão tem sofrido nos últimos meses após defender --e respaldar-- a vacinação infantil contra Covid.

Mais cedo Queiroga, afirmou que a pasta vai garantir até o dia 15 de fevereiro a distribuição de doses de vacinas contra Covid-19 capazes de imunizar toda a população infantil brasileira.

"Nós estamos trabalhando fortemente para antecipar as doses infantis para que os pais também exerçam o direito de vacinar seus filhos, até o dia 15 de fevereiro nós já teremos distribuído doses para vacinar todas as crianças de 5 a 11 anos", disse ele, em entrevista na porta do ministério.

Segundo Queiroga, a pasta continua trabalhando para apoiar Estados e municípios de forma que as consequências da terceira onda da pandemia no país sejam as menores possíveis para a sociedade.

São Bernardo do Campo - SP
Atualizado às 01h22 - Fonte: Climatempo
Pancada de chuva

Mín. Máx. 17°

° Sensação
6.5 km/h Vento
88.4% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (18/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 13°

Sol com algumas nuvens
Quinta (19/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. Máx. 14°

Sol com algumas nuvens