Domingo, 03 de Outubro de 2021 01:19
(11) 95929-8288
Saúde Vacinas

Você já está totalmente vacinado contra a COVID-19?

Por: Vanessa Pepeliascov

02/10/2021 18h50 Atualizada há 6 horas
Por: Redação Fonte: Vanessa Pepeliascov
Crédito: Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF
Crédito: Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF

De acordo com os dados do https://www.vacinabrasil.org/, apenas 40,8% da população brasileira já recebeu as duas doses ou a dose única da vacina contra a COVID-19. Os indicadores apontam que 67,9% já teve acesso a primeira dose, mas temos ainda um grande caminho a percorrer para vacinar totalmente a população alvo brasileira.

O Ministério da Saúde registrou recentemente que 8,5 milhões de brasileiros não compareceram para tomar a segunda dose agendada. Deste montante 1,6 milhões são do estado de São Paulo. Os motivos da população não comparecer para a segunda dose estão na maior parte dos casos relacionados a incidência de eventos adversos percebidos na primeira dose. Muitas vezes o receio de apresentar novamente as reações desencorajam as pessoas de comparecerem para segunda dose.

Entretanto, é importante esclarecer que as reações adversas são esperadas quando tomamos a vacina e já foram estudas durante os estudos clínicos realizados pelos fabricantes.  Para as vacinas AstraZeneca e CoronaVac as reações são mais leves na segunda dose, a vacina Pfizer especificamente apresenta um ligeiro aumento de reações na segunda dose. Mas, são estes eventos adversos mais frequentes são considerados leves, sendo eles: dor e/ou inchaço no local da injeção; cansaço excessivo; dor de cabeça; dor muscular; febre e calafrios; diarreia de acordo com os dados apontados pela OMS. Os eventos são esperados e geralmente duram em torno de 24-48 horas. 

Todas as vacinas registradas no Brasil foram avaliadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária a ANVISA, portanto, todas as indústrias farmacêuticas responsáveis apresentaram dados de segurança e eficácia através de estudos clínicos realizados. Mediante a isso podemos concluir que:

• As vacinas aprovadas no Brasil sao seguras e apresentam eficácia considerável que reduz o risco de você desenvolver a COVID-19 em sua forma mais grave. 

• E necessário tomar as doses de acordo com as recomendações dos fabricantes, ou seja, 1, 2 ou 3 doses de acordo com as orientações do fabricante da vacina. Esta é a única forma de você garantir que terá uma proteção eficaz caso entre em contato com o Coronavirus. Pfizer, AstraZeneca e Coronavac, são necessárias duas doses e Janssen, dose única.

• Idosos com mais de 70 anos e pessoas com baixa imunidade (imunossuprimidos) precisam tomar uma dose de reforço, ou seja, serão necessárias 3 doses.

• Pessoas acima de 55 anos que receberam duas doses de Coronavac, precisam tomar 3 doses de reforço. 

Com o avanço da vacinação no Brasil, tivemos uma importante redução no número de hospitalizações devido a COVID-19. Em 20 estados brasileiros já apresentaram uma redução de 50% de acordo com os dados do Ministério da Saúde. Este número pode diminuir ainda mais com o aumento da adesão da população ao esquema de vacinação completo contra a COVID-19.

Se você ainda não completou o seu esquema de vacinação contra a COVID-19 e tem dúvidas sobre como deve proceder, ou até mesmo dúvidas sobre os efeitos colaterais, e quer obter mais informações sobre a vacina contra covid-19, procure um profissional de saúde na unidade básica de saúde mais próximo de sua residência. Complete suas doses de acordo com o recomendado pelo Ministério da Saúde, só assim você terá proteção efetiva contra a COVID-19 em sua forma mais grave. 

Juntos venceremos essa batalha!

Fontes:  https://www.gov.br/saude/pt-br

vacinabrasil.org 

https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019?gclid=Cj0KCQjwtMCKBhDAARIsAG-2Eu9M3oQ2FFEtERA4mJIb98RXdf2DifDHT_X3qja1rq9bsRWKa2Oc4DMaAtMvEALw_wcB

Vanessa Pepeliascov
Sobre Vanessa Pepeliascov
Clinical Research Associate Profissional com 10 anos de experiência em estudos clínicos na indústria farmacêutica no Brasil e Canada. Áreas terapêuticas de atuação: Oncologia, Imunologia, Doenças Raras e Cardiologia. Formada em Farmácia na Universidade Bandeirante de São Paulo Especialização em pesquisa clínica pela Invitare Pesquisa Clínica
São Bernardo do Campo - SP
Atualizado às 01h16 - Fonte: Climatempo
17°
Poucas nuvens

Mín. ° Máx. °

17° Sensação
13.3 km/h Vento
78.8% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (04/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Terça (05/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °